quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Folha da Manhã faz matéria sobre assembleia da ADUENF


Professores da Uenf decidem manter estado de greve



Por Marcus Pinheiro. Foto: Marcos Gonçalves

Professores da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf) decidiram manter o estado de greve - instituído pela categoria no último dia 9 - até o próximo dia 1 de setembro, quando uma nova reunião determinará os próximos passos a serem adotados pela categoria. A decisão foi tomada pela maioria dos docentes presentes em uma assembleia realizada na sede da Associação de Docentes da Uenf (Aduenf), na tarde desta terça-feira (23), um dia após as aulas referentes ao primeiro semestre letivo terem sido iniciadas, depois de quatro meses de paralisação dos professores.

Após votação, ficou acordado a permanência do estado de greve e a realização de um ato conjunto entre docentes, discentes e técnicos, programado para o próximo dia 30, no entorno do Centro de Convenções, chamado por muitos de "Apito", e será feito por meio de um abraço coletivo à construção. Representantes da universidade participarão de uma reunião prevista para acontecer no próximo dia 31, na sede da Secretaria de Fazenda do Estado do Rio de Janeiro (Sefaz), com o intuito de pressionar os líderes do governo estadual para que as demandas da classe sejam atendidas.

De acordo com a presidente da Aduenf, Maria Angélica da Costa Pereira, a intenção dessa reunião é sensibilizar os governantes e conquistar soluções para as causas da universidade.

Além disto, também ficou acordado que um documento produzido pelo Centro de Ciências do Homem (CCH-Uenf), relatando todo o histórico de dificuldades enfrentadas nos últimos anos pela entidade, será assinado por toda a comunidade interna do campus, a nível de conhecimento e esclarecimento popular.

Dentre as principais preocupações em relação ao retorno dos alunos, está o efetivo reduzido dos profissionais responsáveis pela segurança no interior da universidade e, em especial, no período noturno. Segundo os docentes, não existem garantias de proteção com apenas 30% do expediente em exercício.

– Retornar nas condições que nós temos é irresponsável, principalmente, de noite. Eu quero saber quem vai se responsabilizar pela primeira morte que vier a ocorrer aqui dentro. Além disso, não temos reagentes nos laboratórios, não temos rações para os animais e não temos papel para fazer prova. Muita gente está sem tintas nas impressoras. A realidade é caótica – apontou o professor Marcos Pedlowski.

FONTE: http://www.fmanha.com.br/geral/professores-da-uenf-decidem-manter-estado-de-greve

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Assembleia dos professores estabelece novos passos da luta em defesa da Uenf



Reunidos em assembleia nesta 3a. feira (23/08), os professores da Universidade Estadual do Norte Fluminense analisaram a difícil situação em que a instituição se encontra em face do descaso por parte do governo do Rio de Janeiro.

Após uma fase de debate onde foram tratados os diversos aspectos envolvendo a situação na Uenf, os professores adotaram diversas decisões que visam impulsionar a luta pelo correto financiamento da instituição que hoje acumula cerca de R$ 20 milhões de dívidas com concessionárias de serviços, empresas terceirizadas e fornecedores de insumos.

Abaixo segue a lista de decisões:


1. Continuidade do "estado de greve" até o dia 01/09. Neste dia será realizada uma nova assembleia para discutirmos a situação da Uenf e analisar um possível retorno à greve.

2. Reenvio de um ofício à Reitoria questionando sobre a situação da segurança no interior do Campus Leonel Brizola. 

3. Ida ao Rio de Janeiro no dia 31/08 com ou sem reunião agendada com o Deputado Edson Albertassi, líder do governo na Assembleia Legislativa, com o máximo de membros da comunidade universitária da Uenf. 

4. Ato em defesa da Uenf: abraço ao prédio do Centro de Convenções da Uenf, provavelmente no dia 30/08. Neste dia também teremos a assinatura simbólica dos estudantes, professores e técnicos do documento elaborado por professores do CCH sobre a Uenf. Este documento será encaminhado para autoridades e imprensa.

5. Envio de mensagens eletônicas a todos deputados estaduais para pressionar o Governo para a confirmação da reunião no dia 31/08.


Campos dos Goytacazes, 23 de Agosto de 2016.

COMANDO DE GREVE DA ADUENF

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Carta aberta à população denunciando a situação da UENF é notícia no O GLOBO

Um dia após ser divulgada, a carta aberta população que foi preparada pela ADUENF, para conclamar o apoio da população na defesa da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), foi tema de uma matéria assinada pela jornalista Dayana Resende para o jornal  O GLOBO (ver reprodução abaixo).


Em sua resposta, no costumeiro tom lacônico, a Secretaria de Fazenda (Sefaz) informou que já teria repassou 30% do orçamento da Uenf nos primeiros seis meses do ano (quando deveria ter liberado 50%). Entretanto, a Sefaz convenientemente omitiu que praticamente a totalidade desse repasse se deu para o pagamento de salários de professores e servidores e de bolsas acadêmicas. 

Enquanto isso, a Uenf continua sem receber as verbas necessárias para garantir o pagamento dos salários de terceirizados e das contas de água, luz e telefone. E sem o repasse dos recursos represados pela Sefaz, a crise tende a se agravar até o final de 2016.

De toda forma, essa matéria do O GLOBO possibilita que mais pessoas possam ter conhecimento da situação aflitiva em que a Uenf se encontra neste momento. 

terça-feira, 16 de agosto de 2016

ADUENF lança carta à população no dia do aniversário da UENF

No dia em que a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) celebra 23 anos de existência, a ADUENF lança uma carta à população para explicar a situação crítica em que a universidade foi colocada pelo governo do Rio de Janeiro.

Mas mais do que um reclamo, a carta é um chamado à continuidade da ação em defesa da Uenf que conta com um robusto apoio da população que é beneficiada pelas atividades de ensino, pesquisa e extensão que a instituição vem oferecendo desde 1993.

A hora é de celebração e de continuidade da luta em defesa da Uenf! 

Abaixo a carta produzida pela ADUENF.


quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Comando de Greve da ADUENF emite comunicado sobre suspensão da greve dos professores



Deliberações da Assembleia geral dos Docentes da ADUENF do dia 09.08.2016

Em Assembleia Geral realizada no dia 09.08.2016, os docentes deliberaram pelo seguinte:


1. SUSPENSÃO DA GREVE até o dia 23.08.2016 e retorno ao estado de greve. Neste período, o líder do Governo na ALERJ, Deputado Edson Albertassi, se comprometeu a elaborar uma proposta para resolver os problemas emergenciais da UENF. Portanto, fica convocada nova assembleia para o dia 23 de agosto, a fim de avaliar a mesma.

2. O retorno das aulas dependendo da apresentação do NOVO CALENDÁRIO ACADÊMICO por parte da Administração. O início das aulas ficou condicionado à garantia por parte da Reitoria de que haverá segurança nos campi da UENF.


3. Atividades a serem desenvolvidas pela ADUENF:

a) Publicar matéria em jornal de grande circulação denunciando o descaso do Governo para com a UENF.

b) Mobilizar da comunidade acadêmica com atos e atividades no aniversario de 23 anos da Instituição na semana do 16 de Agosto.

c) Protocolar denúncia no Ministério Público Estadual sobre a situação dos terceirizados da UENF, que estão trabalhando sem receber.


Campos dos Goytacazes, 10 de Agosto de 2016.

COMANDO DE GREVE DA ADUENF

terça-feira, 26 de julho de 2016

Comando de Greve da Aduenf realiza visitas na Aerj e garante audiência com líder do PMDB

Uma delegação do Comando de Greve da Aduenf vem realizando ao longo desta 3a. feira (26/07) uma série de visitas a vários parlamentares, incluindo os deputados Comte Bittencourt e Bruno Dauaire, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro para tratar da pauta de reivindicações dos professores que da Uenf que estão em greve desde o mês de Abril.

Um dos primeiros resultados práticos destas visitas foi o agendamento de uma audiência com o lider do PMDB na Alerj, deputado Edson Albertassi, para amanhã (27/07) onde deverão ser discutidos os passos concretos para resolver os problemas que originaram a atual greve. Esta audiência deverá ocorrer a partir das 17:30 h.

O Comando de Greve da ADUENF conclama a que professores que porventura estiverem na cidade do Rio de Janeiro nesta 4a. feira que se dirijam à Alerj para se incorporarem à delegação de professores.

Abaixo imagens das atividades realizadas hoje na Alerj pelo Comando de Greve da Aduenf.



COMANDO DE GREVE