Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011
Autonomia Financeira da Uenf é Defendida Durante Audiência
Autonomia financeira, reposição salarial e a conclusão da obra do restaurante universitário. Estas foram as principais reivindicações levadas à Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) por representantes dos professores, estudantes, e pelo vice-reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), Abel Carrasquilla, durante audiência pública nesta quarta-feira (23/03).
De acordo com o deputado Samuquinha (PR), membro efetivo do colegiado que presidiu a reunião, todas as reivindicações são legítimas, tanto do corpo estudantil quanto dos sindicatos e da própria universidade. “Tem que haver um entendimento, essa é a nossa função como membro da Comissão de Educação. E, a partir da audiência pública de hoje, vamos, juntos, tentar obter um resultado melhor”, garantiu o parlamentar.
Presidente da Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Aduenf), Marcos Pedlowski defen…
Imagem
Clarissa vai conferir de perto o problema na UENFNa noite desta sexta-feira, 25-03, a Deputada Clarissa Garotinho visitou a Universidade Estadual do Norte Fluminense –UENF, localizada no município de Campos , onde foi recebida pelo reitor Almir Júnior, além de conversar com alunos, professores e representantes da Associação dos Docentes da Universidade do Norte Fluminense (ADUENF). 
A UENF, que recebeu o título de segunda melhor universidade do Brasil, está atravessando um momento complicado. Os professores anseiam por reajuste salarial, os estudantes pedem melhor estrutura e acusam a reitoria de passividade com o Governador Sérgio Cabral que não resolve os problemas. A situação caótica culminou em uma greve que já dura quatro meses.
O Presidente da ADUENF, professor Marcos Antonio Pedlowski, comparou os salários das faculdades do Rio e da Paraíba para ilustrar a falta de valorização do profissional da educação no nosso estado. “Um professor Titular da Universidade Estadual da Paraíba g…
Imagem
DEPUTADA CLARISSA GAROTINHA VISITA A UENF A CONTINUAR APOIANDO A LUTA EM SUA DEFESA
A deputada Clarissa Garotinho (PR) visitou o campus da UENF nesta 6a. feira (25/03) onde manteve encontros com a Reitoria, sindicatos e membros da comunidade universitária.  O encontro com os sindicatos ocorreu na Sala de Multimídia do CCH e ali houve um diálogo acerca dos próximos passos na luta pela defesa da UENF e dos direitos de professores, servidores e estudantes. A deputada Clarissa Garotinho enfatizou que o seu mandato continuará aberto a receber as demandas oriundas dos sindicatos, mas destacou que é necessário que as eventuais reivindicações sejam apresentadas pelos próprios sindicatos, já que estes conhecem melhor o que necessita ser obtido para melhorar as condições de trabalho e estudo dentro da UENF.  A deputada ainda acrescentou sen entendimento de que a questão da autonomia financeira das universidades estaduais deverá ser alvo de debates dentro da ALERJ ao longo de 2011, comprometendo a…
Imagem
Professores da UENF defendem autonomia financeira da Universidade Na manhã desta quarta-feira (23) a Comissão de Educação da ALERJ se reuniu com alunos, professores, representantes da Associação dos Docentes da Universidade do Norte Fluminense (ADUENF) e o vice-reitor da UENF para dirimir questões básicas sobre o abandono em que a Universidade se encontra. Em pauta estavam temas como o fim da greve; que já dura quatro meses, a autonomia financeira das universidades e melhorias na estrutura.
Segundo a representante do DCE, Ana Carolina Nery, a situação da UENF é calamitosa, o aluno está abandonado e tem que se desdobrar para conseguir sobreviver na faculdade. “Não temos bandejão, não temos auxílio moradia, não temos auxílio alimentação, não temos nada!”, afirmou a estudante em discurso na comissão. 
De acordo com a estudante, a Reitoria não tem se dedicado a resolver o problema dos alunos e tem assumido um papel de defensor do governo. O próprio bandejão, para qual a comissão destinou uma…
Imagem
GREVE VAI TERMINAR E A LUTA VAI CONTINUAR!


Imagem
DEPUTADA CLARISSA GAROTINHO VISITA A UENF NESTA 6a. FEIRA (25/04)



A deputada Clarissa Garotinho (PR) confirmou que virá visitar o campus da UENF nesta 6a. feira (25/03) a partir das 17:00 horas, atendendo A convite feito pelo Comando de Greve da ADUENF nos contatos estabelecidos na ALERJ para melhorar a mensagem enviada pelo governo Cabral para recompor em 22% os salários dos professores da UENF. A deputada Clarissa Garotinho será recepcionada no Mini-Auditório A do CCH, e depois deverá ainda realizar uma rápida visita a diferentes partes do campus.  O Comando de Greve enfatiza a importância desta visita para os futuros desdobramentos da luta salarial que continuará ocorrendo no âmbito da ALERJ após o reinício das aulas e, neste sentido, convida a todos que prestigiem esta visita.
Campos dos Goytacazes, 24 de Março de 2011.
COMANDO DE GREVE DA ADUENF
AULAS NA UENF SERÃO REINICIADAS A PARTIR DE 04 ABRIL



COMUNICADO DO COMANDO DE GREVE
Reunidos em assembléia os professores da UENF decidiram pela suspensão do movimento de greve a patir do dia 04 de Abril de 2011. Esta decisão objetiva permitir uma reorganização do calendário escolar e a volta em tempo hábil dos estudantes para retomar suas atividades discentes. Os professores decidiram ainda enviar uma correspondência ao governador Sérgio Cabral enfatizando que a concessão dos 22% parcelados em 4 vezes é insuficiente para corrgir as perdas salariais acumuladas desde Janeiro de 2009. Os professores aprovaram ainda o fortalecimento do Fórum Sindical composto pelas associações de docentes da UENF, UERJ e UEZO e pelo SINTUPERJ. Também foi aprovada nesta proposta que se faça um convite aos Diretórios Centrais de Estudantes para que se unam aos sindicatos de professores e servidores para ampliar a força do Fórum. Outras decisões que  foram tomadas para continuar o processo de luta pela recompos…
Imagem
PROFESSORES DA UENF EM GREVE DESDE 04 DE DEZEMBRO ARRANCAM 22% DE REPOSIÇÃO DO GOVERNO CABRAL

Nesta 3a. feira os professores da UENF mostraram ao restante dos servidores públicos do Rio de Janeiro que movimentos de greve podem sim arrancar conquistas salariais de governos tão intransigentes como o do governador Sérgio Cabral. Em greve desde 04 de Dezembro, os docentes da UENF tiveram hoje suas demandas parcialmente atendidas com a aprovação de 22% de reposição retroativas a Janeiro de 2011. Assim, já em Abril deverá haver uma folha suplementar para pagar os acréscimos relativos ao período de Janeiro a Março, sendo que o restante deverá ser pago nas folhas de abril, maio e junho.
Esta vitória sinaliza para a correção da decisão dos professores da UENF entrar em greve e sinaliza que o caminho da mobilização e da organização é o único possível para alcançar ganhos salariais. Esta experiência demonstra ainda que a tradição de luta da comunidade universitária da UENF, que já arrancou importa…
ALERJ DEVE VOTAR NESTA 3a. FEIRA A MENSAGEM DO GOVERNO QUE CONCEDE 22% DE REPOSIÇÃO AOS PROFESSORES DA UENF
A agenda de votações da ALERJ para esta 3a. feira inclui a votação da mensagem do governo Cabral que deverá conceder 22% de reposição de perdas aos professores da UENF. A partir da reunião do Colegiado de Líderes ocorrida na semana passada, a expectativa é que a mensagem seja apresentada de forma a retroagir o benefício a janeiro de 2011, o que implicará ainda no pagamento de 3 parcelas já em Abril, com as demais ficando para serem pagas nas folhas de Abril, Maio e Junho.
A postura intransigente do governo Cabral, representado na reunião do Colégio de Líderes pelos secretários Sérgio Ruy (SEPLAG) e Alexandre Cardoso (SECT) desmascaram qualquer discurso que seja feita acerca de um suposto compromisso deste governo com o fortalecimento das universidades públicas estaduais.
A verdade é que essa concessão, que está muito aquém dos quase 100% de perdas acumuladas desde 1999, só está sen…
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO COMISSÃO DE EDUCAÇÃO
OFÍCIO CE-ALERJ/17/2011      
Rio de Janeiro, 16 de março de 2011


À Direção da ADUENF,
Na qualidade de Presidente da Comissão Permanente de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, dirijo-me à direção desta entidade para convidá-los a participar da audiência pública que será realizada por este órgão técnico no dia 23 de março de 2011, quarta-feira, às 10 horas, na sala 316 do Palácio Tiradentes, sobre “A PARALISAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÂO NA UNIVERSIDADE NORTE FLUMINENSE DARCY RIBEIRO _ UENF”. Aproveito a oportunidade para apresentar nossos protestos de elevada estima e consideração.

Atenciosamente,


Deputado COMTE BITTENCOURT Presidente

COMUNICADO DO COMANDO DE GREVE
O Comando de Greve vem informar que o deputado Paulo Melo, presidente da ALERJ, convidou representantes da ADUENF para que estejam presentes amanhã na reunião semanal do colegiado de lideranças partidárias para tratar da mensagem do governo sobre a reposição das perdas salariais dos professores. Esta reunião deverá ocorrer amanhã (5ª. Feira) a partir das 14:00 horas na ALERJ.
Assim que novas informações estiverem disponíveis em relação ao resultado desta participação da ADUENF na reunião na ALERJ as mesmas serão prontamente disponibilizadas a todos os professores.
O Comando de Greve entende que o agendamento desta participação é resultado da nossa greve e das articulações que logramos realizar dentro da ALERJ.
Campos dos Goytacazes, 16 de Março de 2011.
COMANDO DE GREVE DA ADUENF
NOTA OFICIAL DA DIRETORIA DA ADUENF A comunidade acadêmica da UENF vem há meses tomando conhecimento através da revista Somos Assim de supostas irregularidades praticadas pela atual administração da nossa universidade.A diretoria da ADUENF entende que a Somos Assim, independentemente do que pensam alguns membros da comunidade universitária da UENF sobre sua credibilidade ou não, vem cumprindo o sagrado dever de liberdade de imprensa, amparada pela nossa Carta Magna. Saliente-se que a legislação infraconstitucional regula este direito, concedendo direito de resposta àqueles que se sentirem ofendidos, injuriados ou caluniados por suas reportagens. Além disso, o próprio Estado de Direito em que vivemos, permite a todos os seus jurisdicionados recorrerem ao Judiciário para os devidos reparos à honra daqueles que se julgam prejudicados por qualquer matéria publicada. A administração da Universidade não tomou nenhuma das medidas retro citadas, o que nos permite inferir que nada houve que feri…
ADUENF EM COMPASSO DE ESPERA PARA ENCONTRO COM O PRESIDENTE DA ALERJ

Após ter feito contato com o gabinete da presidência da ALERJ, o Comando de Greve da ADUENF agora aguarda a marcação da audiência que deverá definir a data da votação da mensagem do governo Cabral sobre a reposição salarial dos professores da UENF.
Até que isto aconteça não há qualquer perspectiva de retorno das aulas na UENF. Neste sentido, o Comando de Greve orienta a que todos os interessados na rápida resolução deste impasse enviem mensagens eletrônicas ao deputado Paulo Melo (paulomelo@alerj.rj.gov.br) solicitando a marcação da audiência com as representações sindicais da UENF ainda para a próxima semana.
O Comando de Greve adianta ainda que só haverá marcação de nova assembléia docente após a votação e promulgação da mensagem do governo Cabral, conforme decisão tomada pelos professores na última assembléia.
Servidores da Uenf mantêm paralisação e recebem apoio de parlamentares


A proposta de reajuste salarial aos servidores da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), enviada pelo governo do Rio de Janeiro à Assembleia Legislativa do estado (Alerj) em fevereiro, gerou nesta semana a proposição de nove emendas parlamentares que buscam ampliar os benefícios oferecidos para os servidores, em greve desde dezembro do ano passado.  
A proposta do governo de reposição salarial de 22% em seis parcelas aos professores da instituição é considerada insuficiente pelos docentes - que apresentam uma pauta que inclui, entre outros pontos, a regulamentação definitiva do regime de Dedicação Exclusiva. Uma das emendas, apresentada pelo deputado Roberto Henriques (PR), exige a concessão de uma bolsa emergencial de 50% como forma temporária de remuneração do regime de DE, até que a Universidade proceda com a regulamentação definitiva.
“Tem faltado ao governo Cabral o mínimo de disposição para o diálogo,…
Imagem
ASSEMBLÉIA DECIDIR MANTER GREVE ATÉ VOTAÇÃO E PROMULGAÇÃO DA MENSAGEM DO GOVERNO CABRAL


Reunidos numa assembléia que acabou lotando o Auditório 1 do Prédio P-5, os professores da UENF avaliaram de forma demorada o momento da greve iniciada em 04 de Dezembro de 2010. Após um debate de mais de 2 horas, por maioria expressiva foi decidida a manutenção da greve até que a ALERJ vote as emendas propostas à mensagem do governo do estado e que haja a promulgação da lei que for aprovada por parte do governador Sérgio Cabral.
Os professores aprovaram ainda a continuidade da campanha de envio de mensagens eletrônicas aos deputados que compõem a ALERJ de forma a solicitar apoio às emendas apresentadas para melhorar a proposta original do governo do estado. Os professores decidiram que também deverão enviar uma comitiva para presenciar o processo de votação da mensagem do governo. 
Para agilizar o processo de votação, o Comando de Greve deverá entrar imediatamente em contato com o deputado Paulo Melo…
Imagem
MENSAGEM DO GOVERNO RECEBE NOVE EMENDAS E O PRESIDENTE DA ALERJ AGORA VAI SE REUNIR COM OS GREVISTAS ANTES DE RECOLOCAR A MATÉRIA EM DISCUSSÃO NO PLENÁRIO




A mensagem do governo do estado do Rio de Janeiro propondo 22% de reposição em seis parcelas para os professores da UENF recebeu um número recorde de emendas que visam ampliar os benefícios a serem oferecidos para a categoria. Além disso, o presidente da ALERJ, Deputado Paulo Melo (PMDB) assumiu o compromisso junto aos deputados Marcelo Freixo e Janira  Rocha, ambos do PSOL, de só recolocar a matéria em votação após receber a ADUENF e o SINTUPERJ para uma audiência.
O número alto de emendas que reflete um alto apoio parlamentar aos servidores da UENF é produto da mobilização continuada de professores, servidores e estudantes que acreditaram na sua força de mobilização. Este resultado também demonstra a correção dos rumos estabelecidos em assembléias, onde ficou estabelecido uma pauta pela qual o Comandos de Greve da ADUENF e do SINTUP…
Imagem
ROBERTO HENRIQUES SE SOLIDARIZA COM O MOVIMENTO DOS SERVIDORES DA UENF E APRESENTARÁ EMENDA À MENSAGEM DO GOVERNO


O deputado Roberto Henriques (PR), 4o. vice-presidente da mesa diretora da ALERJ, entrou em contato com o Comando de Greve da ADUENF para se solidarizar com a luta salarial dos servidores da UENF, e adiantou que irá apresentar uma emenda à mensagem do governo do estado para garantir a concessão de uma bolsa emergencial de 50% como forma temporária de remuneração do regime de Dedicação Exclusiva até que a UENF proceda com a regulamentação definitiva da D.E. Se aprovada esta emenda teria implementação retroativa a 01 de Novembro de 2010, como decidido na Assembléia realizada pela ADUENF em 24.11.2010.
Esta emenda se soma a outras três emendas que já foram preparadas, e refletem um esforço sendo realizado dentro da ALERJ para melhorar a situação salarial dentro da UENF.
Durante o seu contato telefônico, Roberto Henriques enfatizou seu compromisso com a luta em defesa da UENF e d…
ATO DE PROTESTO CONTRA O AUTORITARISMO DO GOVERNO CABRAL HOJE, 3a. FEIRA, 14 HORAS  PRÉDIO DA REITORIA DA UENF
Nesta 3a. feira a mensagem imposta pelo governo Cabral para quebrar a greve dos servidores da UENF está na pauta de votações.  A colocação de uma mensagem que claramente não atende os interesses dos professores e, tampouco, dos servidores técnicos é uma clara demonstração de que o governo Cabral não está buscando soluções definitivas para resolver a crise instalada na UENF.
Mas a ADUENF e o SINTUPERJ não vão aceitar calados este desrespeito e vão continuar lutando para que soluções negociadas com os sindicatos sejam implantadas, de forma a garantir a recuperação real dos salários de todos os servidores da UENF.
Apóie e participe deste ato! Defender salários é a apenas a primeira etapa de uma longa luta em  defesa da UENF pública, gratuita e democrática!