sábado, 15 de abril de 2017

Decisões da assembleia conjunta apontam para aumento da mobilização em defesa da Uenf




A assembleia conjunta realizada no último dia 11 de Abril pela ADUENF e pelo SINTUPERJ-UENF resolveu adotar uma série de propostas para aumentar o nível de mobilização dentro da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) para responder ao processo de precarização que foi criado pelo governo do Rio de Janeiro.

Estas propostas terão agora que ser submetidas às assembleias de cada categoria para que possam ser aplicadas em sua integralidade.  Apesar disso, a própria realização desta assembleia conjunta já se constituiu num importante elemento de aglutinação para responder aos ataques que estão sendo desferidos contra a Uenf e as demais universidades estaduais neste momento.

Abaixo o conjunto de propostas aprovadas pelos presentes na assembleia conjunta.

  1. Ato conjunto para arrecadar alimentos para servidores em graves dificuldades por causa do atraso no pagamento de salários no dia 27 de Abril
  2. Pedido de impeachment do governador Luiz Fernando Pezão
  3. Participar da greve geral no dia 28 de Abril.
  4. Fechar os portões da Uenf nos dias de paralisação
  5. Realizar greve em caso de persistência no atraso de pagamento de salários
  6. Paralisação de atividades duas vezes por semana e realizar mais um dia de mobilização
  7. Acionar a mídia para ampliar o conhecimento do público sobre a crise que está afetando o funcionamento d Uenf neste momento.
  8. Moção de repúdio a professores e chefes que não estão deixando estudantes participar das mobilizações ou que estão ameaçando cortar o ponto dos servidores técnicos.

DIRETORIA DA ADUENF
Gestão Resistência & Luta