Presidente da ADUENF faz comunicado público sobre rumos da luta em 2018


Como divulgado em nota no dia 12 de janeiro, ao fim das férias coletivas a ADUENF realizará sua Assembleia docente, cumprindo as decisões votadas nas assembleias anteriores. Neste momento gostaria de afirmar a centralidade da luta ao longo do ano de 2017. Luta travada dentro e fora da Universidade.

Dentro, possibilitando um debate contínuo sobre Ensino Superior, Ciência, Tecnologia, financiamento entre outros temas presentes ao longo das atividades realizadas pela ADUENF. Fora, marcamos presença em todas as frentes de defesa da Universidade, nas negociações junto ao governo e na defesa intransigente dos direitos de nossos professores e da UENF. Tivemos êxito em nosso processo de resistência. Não há dúvida quanto a isto.

Temos pela frente um ano eleitoral. Ao mesmo tempo, a forma como a PEC foi aprovada, em 3 parcelas (a autonomia plena virá em 2020), insere elementos novos e desafiadores no cotidiano da Universidade. Neste quesito há que aguardar os próximos meses antes de qualquer comemoração. Sabemos que se há um padrão na gestão de Luiz Fernando Pezão, este padrão é o descumprimento dos acordos. E o que esperar de um Judiciário que virou às costas aos servidores declarando que o não recebimento de salários constituía “mero aborrecimento”?

Contudo, a expectativa de um ano mais auspicioso, resulta de uma percepção: o massacre a que servidores foram submetidos deve cessar temporariamente. Sobretudo, por entrarmos em um ano no qual o Executivo torna-se particularmente sensível aos brados populares. A defesa do ensino público, gratuito e socialmente referenciado segue como uma de nossas principais políticas de atuação.

Na próxima semana estaremos presentes no 37º Congresso do Andes. Como laboratório do desmonte da Universidade brasileira, a resistência no Rio e na UENF anima outras tantas Universidades a não cederem aos governos que insistem em desconhecer suas responsabilidades com educação, ciência e tecnologia.

Sigamos na luta por um ano mais pleno!

Atenciosamente,

Luciane Soares da Silva

Presidente ADUENF-SESDUENF

Postagens mais visitadas deste blog

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

ADUENF emite nota pública sobre movimento de greve e início das aulas

ADUENF lança carta aberta aos país de alunas e alunos da UENF