terça-feira, 29 de março de 2016

Em resposta aos ataques do governo estadual, professores da Uenf decidem entrar em greve a partir de 4/4


Reunidos em assembleia na tarde desta terça-feira (29/03) os professores da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf) fizeram um balanço da situação crítica em que se encontra a instituição que se vê ameaçada de ter cortados os serviços de água e eletricidade.

Além disso,  a diretoria da Aduenf apresentou sua uma análise acerca dos últimos acontecimentos relativos ao parcelamento do pagamento dos salários dos servidores estaduais e da ameaça de precarização do serviço público a partir da aprovação do Projeto de Lei Federal 257/2016.

Após a fase de debates, a assembleia aprovou a proposta da diretoria da Aduenf de iniciar uma greve por tempo indeterminado a partir do dia 04 de Abril para exigir do governo do Rio de Janeiro o atendimento da seguinte pauta de reivindicações:

1. Retorno do pagamento dos salários ao modelo que era aplicado até o ano de 2015.
2. Rejeição do PLP 257/2016.
3. Defesa do orçamento da Faperj de 2% da receita líquida do estado.
4. Quitação de todas as dívidas da Uenf.
5. Reposição das perdas salariais acumuladas a partir de 1999.

A primeira atividade de greve será a participação da manifestação cultural unificada que ocorrerá nesta 4a. feira a partir das 16:00 horas na Casa de Cultura Villa Maria.