Servidores e estudantes da UENF marcam presença no ato público da Greve Geral em Campos

Por Wesley Machado*

A Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) foi bem representada no ato público da Greve Geral, que foi realizado nesta sexta-feira (30) no Calçadão de Campos. Representantes do Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Públicas Estaduais do Rio de Janeiro (Sintuperj), Associação de Docentes da UENF (Aduenf), Associação de Pós-Graduandos (APG) e Diretório Central dos Estudantes da UENF (DCE-UENF) marcaram presença no evento.

O dirigente sindical do Sintuperj, Cristiano Peixoto, em seu discurso do alto do carro de som, afirmou: “Temos de lutar pelo Brasil. Estamos fazendo nossa parte. A UENF não vai fechar. Vamos resistir”, bradou Cristiano.

O presidente da Associação Campista de Aposentados e Pensionistas (Ascapem), Delso Gomes, no alto dos seus 91 anos, vestiu a camisa “Eu defendo a UENF” com a caricatura de Darcy Ribeiro e se juntou à luta pela UENF. “A UENF foi um sonho do educador Darcy Ribeiro que Cabral e Pezão estão destruindo”, disse Delso.

A presidente da Aduenf, Luciane Soares, comentou que o ato público da Greve Geral em Campos conseguiu ser realizado com muita luta. “Foi um ato feito contra tudo e contra todos. Contra a direita e inclusive contra parcela da esquerda, que tentou inibir a realização dessa manifestação”, denunciou Luciane.

O 2º vice presidente da ADUENF, Marcos Pedlowski; e o presidente do DCE-UENF, Gilberto Gomes, também marcaram presença no evento.

*Reportagem: Wesley Machado – Jornalista (Registro Profissional: 32.177/RJ)

Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro