sexta-feira, 30 de junho de 2017

Servidores e estudantes da UENF marcam presença no ato público da Greve Geral em Campos

Por Wesley Machado*

A Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) foi bem representada no ato público da Greve Geral, que foi realizado nesta sexta-feira (30) no Calçadão de Campos. Representantes do Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Públicas Estaduais do Rio de Janeiro (Sintuperj), Associação de Docentes da UENF (Aduenf), Associação de Pós-Graduandos (APG) e Diretório Central dos Estudantes da UENF (DCE-UENF) marcaram presença no evento.

O dirigente sindical do Sintuperj, Cristiano Peixoto, em seu discurso do alto do carro de som, afirmou: “Temos de lutar pelo Brasil. Estamos fazendo nossa parte. A UENF não vai fechar. Vamos resistir”, bradou Cristiano.

O presidente da Associação Campista de Aposentados e Pensionistas (Ascapem), Delso Gomes, no alto dos seus 91 anos, vestiu a camisa “Eu defendo a UENF” com a caricatura de Darcy Ribeiro e se juntou à luta pela UENF. “A UENF foi um sonho do educador Darcy Ribeiro que Cabral e Pezão estão destruindo”, disse Delso.

A presidente da Aduenf, Luciane Soares, comentou que o ato público da Greve Geral em Campos conseguiu ser realizado com muita luta. “Foi um ato feito contra tudo e contra todos. Contra a direita e inclusive contra parcela da esquerda, que tentou inibir a realização dessa manifestação”, denunciou Luciane.

O 2º vice presidente da ADUENF, Marcos Pedlowski; e o presidente do DCE-UENF, Gilberto Gomes, também marcaram presença no evento.

*Reportagem: Wesley Machado – Jornalista (Registro Profissional: 32.177/RJ)