Assembleia dos professores estabelece novos passos da luta em defesa da Uenf



Reunidos em assembleia nesta 3a. feira (23/08), os professores da Universidade Estadual do Norte Fluminense analisaram a difícil situação em que a instituição se encontra em face do descaso por parte do governo do Rio de Janeiro.

Após uma fase de debate onde foram tratados os diversos aspectos envolvendo a situação na Uenf, os professores adotaram diversas decisões que visam impulsionar a luta pelo correto financiamento da instituição que hoje acumula cerca de R$ 20 milhões de dívidas com concessionárias de serviços, empresas terceirizadas e fornecedores de insumos.

Abaixo segue a lista de decisões:


1. Continuidade do "estado de greve" até o dia 01/09. Neste dia será realizada uma nova assembleia para discutirmos a situação da Uenf e analisar um possível retorno à greve.

2. Reenvio de um ofício à Reitoria questionando sobre a situação da segurança no interior do Campus Leonel Brizola. 

3. Ida ao Rio de Janeiro no dia 31/08 com ou sem reunião agendada com o Deputado Edson Albertassi, líder do governo na Assembleia Legislativa, com o máximo de membros da comunidade universitária da Uenf. 

4. Ato em defesa da Uenf: abraço ao prédio do Centro de Convenções da Uenf, provavelmente no dia 30/08. Neste dia também teremos a assinatura simbólica dos estudantes, professores e técnicos do documento elaborado por professores do CCH sobre a Uenf. Este documento será encaminhado para autoridades e imprensa.

5. Envio de mensagens eletônicas a todos deputados estaduais para pressionar o Governo para a confirmação da reunião no dia 31/08.


Campos dos Goytacazes, 23 de Agosto de 2016.

COMANDO DE GREVE DA ADUENF

Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro