quinta-feira, 30 de junho de 2016

Movimento em defesa da Uenf realiza encontros com parlamentares e entrega abaixo-assinado no Palácio Guanabara

Ontem, 29/06/2016, membros doo Comando de Greve da ADUENF juntamente com membros do SINTUPERJ-UENF e do DCE/UENF  foram recebidos na ALERJ e  no Palácio Guanabara para apresentar  demandas e realizar a entrega do Abaixo-Assinado “EU DEFENDO A UENF” que alcançou mais de 15.000 assinaturas.

Na ALERJ, às 14:00h, fomos recebidos pelo Presidente da Comissão de Educação, Deputado Comte Bittencourt, a quem entregamos  uma copia do abaixo assinado. O deputado se ofereceu a mediar uma audiência junto ao Presidente da ALERJ, Deputado Jorge Picianni,  para fazer entrega pública do abaixo-assinado na Plenária. Informou, ao mesmo tempo, que a Frente Parlamentar da ALERJ em defesa Uenf irá propor na Plenária da ALERJ e junto ao Governador que a universidade seja excluída do corte de 30% do orçamento, além de outorgar autonomia financeira para a instituição.



Fomos também recebidos pelos deputados Eliomar Coelho e Marcelo Freixo a quem também se fez entrega copia do abaixo-assinado. Os dois deputados manifestaram solidariedade com os motivos da greve na UENF e se comprometeram a apoiar no plenário as demandas da comunidade universitária.





Às 16:00h, fomos recebidos em audiência no Palácio Guanabara pelo chefe de Gabinete da Secretaria Estadual de Desenvolvimento, Murilo Leal, onde protocolamos a entrega do abaixo-assinado em defesa da Uenf.






O Comando de Greve da ADUENF aproveita para agradecer toda a generosidade recebida nas ruas da população de Campos dos Goytacazes e de outros municípios do Norte Fluminense. A acolhida do movimento " EU DEFENDO A UENF!" é uma prova concreta de que ao longo de sua história a Uenf construiu uma história de pertencimento social, e que hoje se expressa na sua defesa por toda a população, mas especialmente daqueles que querem garantir a existência de uma universidade pública, gratuita e de qualidade.

COMANDO DE GREVE - ADUENF

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Comando de Greve emite comunicado sobre andamento da luta em defesa da Uenf


O Comando de Greve da ADUENF vem comunicar as seguintes informações sobre o desenvolvimento das atividades de GREVE e outras providências:

1.     Diversos colegas têm relatado para a ADUENF que, embora seus prazos de lei para o Estágio Probatório tenham sido finalizados, a administração não finalizou o respectivo processo. Nesse sentido, a Mesa Diretiva encaminhou um ofício à Reitoria demandando a finalização dos mesmos. Em respeito a isto, solicitamos aos colegas que se encontram nessa situação (ou com qualquer situação similar), que enviem uma mensagem para o e-mail da ADUENF (aduenf.sesduenf@gmail.com), indicando qual o respectivo problema, de forma a tomarmos as providências necessárias.

2.     Como no caso anterior, colegas têm manifestado que, embora com direito a usufruir do adicional de insalubridade ou periculosidade, não estão gozando do mesmo, desde que não estão sendo avaliadas as respectivas solicitações. Pedimos, portanto, aos colegas nessa situação, enviem para e-mail da ADUENF uma mensagem indicando sua situação.

3.     A Direção do Hospital Veterinário agradece a acolhida da Comunidade Universitária à Festa Junina realizada na sexta-feira passada e informa o sucesso da mesma.

4.     O Comando de Greve vem negociando com o presidente da Comissão de Educação da ALERJ e no Palácio Guanabara a entrega do ABAIXO-ASSINADO “EU DEFENDO A UENF”. Na próxima quarta-feira, dia 29 de junho, está marcada uma reunião do Dep. Comte Bittencourt para finalizarmos esta atividade.  A Comissão de educação já entrou em contato conosco para participar de reunião anteriormente agendada, porém desmarcada por duas vezes, com o secretário da fazenda, Julio Bueno.



COMANDO DE GREVE - ADUENF

quarta-feira, 15 de junho de 2016

ADUENF emite nota pública de repúdio ao parcelamento de salários dos servidores, pensionistas



NOTA DE REPÚDIO


Campos dos Goytacazes, 15/06/2016


A ADUENF vem, por meio desta, expressar seu total repúdio ao decreto sancionado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, que pretende “poupar” R$ 1 bilhão dos gastos do Estado cortando irresponsavelmente 30% das despesas operacionais de todas as secretarias, autarquias e fundações. Dentre estas, estão a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação.

A UENF já sofre com cortes e contingenciamentos desde o início de 2015. Diversos setores da Instituição se encontram com as atividades comprometidas ou paralisadas. Recursos necessários para pagamentos de telefonia, água, eletricidade, gases, reagentes químicos, insumos em geral para realização de pesquisa, ensino e extensão, rações para animais, e principalmente serviços terceirizados de segurança, limpeza e transporte estão sendo afetados. Com o corte de 30% das despesas, a comunidade acadêmica se pergunta: “que reduções ainda podem ser implementadas na Instituição, dado que desde outubro de 2015 esta não recebe repasse de verbas de custeio do governo”?

Será que deveremos escolher entre pagar água e luz ou alimentar os animais dos experimentos? Entre pagar o serviço de segurança ou os gases dos laboratórios de pesquisa e a limpeza? Está claro que escolher algumas das alternativas em detrimento das outras destrói o funcionamento da UENF, pois TODAS elas são essenciais.

Vale lembrar que segurança, limpeza e manutenção na UENF são serviços realizados por cooperativas de trabalho que vêm sendo vítimas dos mesmos cortes acima citados. Ou seja, as pessoas que executam tais trabalhos estão com seus salários atrasados há meses, o que é inadmissível.

Docentes, discentes e servidores técnicos da UENF também vivem hoje uma situação de intensa instabilidade quanto ao pagamento de seus salários e bolsas de estudo, que deveriam ser realizados até o décimo dia útil de cada mês. O fato mais grave ocorreu no último dia 14 de junho, quando o salário dos servidores foi parcelado, sem indicação do número de parcelas e de quando estas serão depositadas.

A ADUENF não desconhece que o Estado do Rio de Janeiro passa por dificuldades financeiras, porém o custo para manter o Estado tem recaído nos ombros dos servidores públicos, em particular sobre os ombros dos servidores da UENF.

A incerteza quanto ao pagamento dos salários tem preocupado os professores. O salário é um direito inalienável de todo trabalhador, dele depende sua sobrevivência e a de sua família. Esse direito é estabelecido e protegido pela Constituição Federal que proíbe sua alteração ou redução (Artigo 7º, VI, da Carta Magna). O atraso sistemático e, sobretudo, o parcelamento dos salários são intoleráveis, tanto mais quando se constata que outras categorias do funcionalismo estadual, incluindo os dirigentes do poder executivo, estão recebendo seus proventos de modo integral e em dia. A alegação de que há uma crise econômica não justifica qualquer agressão ao servidor, mas se há de fato uma crise, ela deveria atingir a todos.

Em adição, os professores da UENF trabalham em regime de Dedicação Exclusiva, i.e., não podem ter outro vínculo ou fonte pagadora, e, portanto, dependem desse salário. A ADUENF reitera que o pagamento do salário integral é prioritário.

Esse tratamento indigno, do qual é vítima a UENF, faz parte de uma política de precarização dos serviços públicos. A melhor universidade do Estado do Rio de Janeiro, a 12ª melhor do país, uma das melhores da América Latina, designada por seu fundador, Darcy Ribeiro, como Universidade do Terceiro Milênio, não pode ser tratada de forma tão vil e irresponsável.

A ADUENF reitera seu repúdio total e absoluto a essas medidas e manifesta mais uma vez sua disposição de defender a UENF.


Comando de Greve da ADUENF

terça-feira, 14 de junho de 2016

A unidade na Uenf se consolida na prática: caminhada percorre campus Leonel Brizola para reforçar ações unificadas

O campus Leonel Brizola foi palco nesta manhã de 3a. feira de uma caminhada unificada dos vários segmentos que compõe a comunidade universitária da Uenf. O objetivo desta caminhada foi elevar o grau de participação na greve em curso, bem como na defesa da instituição que se encontra sob grave ataque do governo do Rio de Janeiro.

Abaixo algumas imagens desta caminhada que percorreu todos os prédios da Uenf e que conseguiu mobilizar a comunidade para as atividades que deverão ocorrer ao longo desta semana, e que culminarão com a festa junina em defesa do Hospital Veterinário.

E com esse espírito de unidade seguiremos defendendo a Uenf!





sexta-feira, 10 de junho de 2016

Entidades sindicais da UENF se reunem e decidem por ações unificadas para derrotar ataques do governo do Rio de Janeiro




Em reunião que ocorreu na tarde desta 6a. feira (10/06), as entidades sindicais que representam os diversos segmentos que compõe a comunidade universitária da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf).  Estavam presentes neste reunião membros das diretorias da Aduenf, da delegacia do Sintuperj/Uenf, da Associação de Pós-Graduandos (APG/Uenf) e do Diretório Central dos Estudantes.

A avaliação dos presentes é que o momento por que a Uenf passa é extremamente grave e que se torna necessário estabelecer uma ação unificada que garanta o funcionamento correto da universidade.

A partir das análises feitas pelos representantes das entidades uma primeira decisão foi definir um calendário unificado para a próxima semana (13 a 17 de Junho) que inclui as seguintes atividades:

 Segunda- feira (13/06) - Panfletagem no bandejão.
Terça-feira (14/06) - Caminhada unificada pelo campus Leonel Brizola.
Quinta-feira (16/06) - Ida á cidade do Rio de Janeiro para realizar uma série de atividades políticas.
Sexta-feira  (17/06) - Fortalecimento da Festa Junina do Hospital Veterinário.

Essa unificação é fundamental num momento em que o governo do Rio de Janeiro decidiu parcelar os salários dos servidores e cortar 30% do orçamento da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). 

O caminho da unidade é nesse contexto uma necessidade essencial para defender a Uenf e todos que nele trabalham e estudam.


terça-feira, 7 de junho de 2016

ADUENF convida para o Arraiá do Hospital Veterinário



O Comando de Greve da ADUENF convida a comunidade universitária e da cidade de Campos para participar da Festa Junina do Hospital Veterinário que ocorrerá no dia 17 de Junho a partir das 18 h. Esta será uma ação conjunta da Aduenf e a direção do Hospital Veterinário para angariar recursos para enfrentar a crise financeira que está afetando o funcionamento básica desta importante unidade da Uenf.

Venha compartilhar dessa noite conosco! Temos certeza que todos iremos aproveitar muito essa festa!

Teremos barracas com comidas típicas, bebidas, brincadeiras, muita música, dança, gente bonita e muito mais! 

A entrada para o evento será a doação de algum material de limpeza e de utilização no hospital. Abaixo  segue uma lista com algumas sugestões:

- Cloro;
- Desinfetantes;
- Esponjas;
- Papel higiênico;
- Detergentes;
- Pano de chão;
- Sabão em pó;
- Saco de lixo de 100 L, branco e preto;
- Vassouras; 
- Rodo;
- Escova de vaso sanitário;
- Sabonete líquido;
- Toalha de papel;
- Luva de limpeza;
- Balde;
- Limpador multiuso;
- Caixa de luvas de procedimentos.

Traga a família e ajude a manter o Hospital Veterinário da Uenf funcionando!

COMANDO DE GREVE DA ADUENF