quarta-feira, 5 de setembro de 2012

PROFESSORES DA UENF SÃO RECEBIDOS CALOROSAMENTE PELA POPULAÇÃO DE SÃO JOÃO DA BARRA E CAUSAM REAÇÃO RAIVOSA DE CABOS ELEITORAIS LIGADOS À PREFEITA CARLA MACHADO (PMDB)

Cumprindo uma decisão tirada pelo Comando de Greve, um grupo de professores da UENF estiveram hoje   no centro de São João da Barra para informar a população daquela cidade dos riscos que estão sendo causados no futuro da instituição pela política de sucateamento imposto pelo governo Sérgio Cabral do PMDB.  A reação da população foi bastante calorosa e centenas de panfletos foram distribuídos em pouco mais de 30 minutos.

Esta recepção positiva da população, no entanto, despertou uma reação raivosa de apoiadores da Prefeita Carla Machado que pertence ao mesmo partido político do governador do Rio de Janeiro. A aglomeração de um grupo bastante agressivo de apoiadores da prefeita acabou criando um pequeno tumulto, pois muitos populares começaram a apoiar o direito democrático dos professores da UENF de se manifestar livremente.

Para evitar que um tumulto generalizado ocorresse, os professores decidiram se retirar do local. Mas fica uma lição importante: o PMDB e seus apoiadores não toleram ser criticados, ameaçando inclusive usar a violência para calar quem ousar criticar o lamentável estado em que se encontram as universidades estaduais  do Rio de Janeiro.

O interessante é que muitos populares que passavam se aproximaram dos professores da UENF para pedir desculpas pelos atos do pessoal do "contra-cheque". 

Agora uma coisa é clara. Essa experiência com a intolerância dos apoiadores da prefeita Carla Machado apenas reforçou o espírito de luta que está mobilizando a atual greve. Afinal, não haveria nada mais anti-pedagógico que professores que se amedrontassem frente aos que tentam conter sua luta legítima por melhores salários e melhores condições de funcionamento da UENF.