Diretoria da ADUENF lança nota sobre reunião com o governador Pezão

NOTA DA ADUENF SOBRE A REUNIÃO DO GOVERNO PEZÃO COM UNIVERSIDADES ESTADUAIS, CECIERJ, FAETEC E FAPERJ



Ao atrelar o pagamento de salários dos servidores estaduais a aprovação do Plano de Recuperação Fiscal, em tramitação no Congresso Nacional, o ainda governador em exercício, Luiz Fernando Pezão explicita quais são suas verdadeiras intenções. Seguir a risca o projeto de “austeridade” defendido com veemência por Henrique Meirelles. O mantra do déficit fiscal é entoado como única solução para regularização das contas do estado do Rio de Janeiro. Mas a contrapartida, trocada em miúdos, será paga por cada servidor ativo ou aposentado. Além de arrochar ainda mais os salários com aumento da contribuição previdenciária, seremos condenados a estagnação salarial e a não realização de concursos públicos. Lembremos que o Estado deve aos servidores o décimo terceiro, os meses de março e abril. Com juros.

Ao reunir-se com representantes das Universidades Estaduais, UERJ, UENF e UEZO, CECIERJ, FAETEC e FAPERJ, o governador, acompanhado do (até este momento) secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social, Pedro Fernandes, busca alcançar o improvável: a aparência de que existe um encaminhamento de soluções, enquanto a cada dia o funcionalismo público estadual sente a corda apertar-lhe mais e mais o pescoço.

A partir do cenário montado, Pezão tem como objetivo indicar que algo foi definido na reunião, mas mesmo a grande mídia não consegue disfarçar o vazio de resoluções, produzindo imagens e informações que não passam de uma afronta a nossa inteligência assim como este (des) governo demonstra completo desdém pela situação financeira vivida por estes trabalhadores (pois devemos incluir aqui os terceirizados).

Esperamos sinceramente, que a Reitoria da UENF não integre esta barganha indecente, levada a frente por um representante moribundo!

E de nossa parte, redobraremos nossas forças de resistência contra a tentativa deste (des) governo de destruir o serviço público fluminense .

Campos dos Goytacazes, 09 de Maio de 2017.

Diretoria ADUENF
Gestão Resistência & Luta

Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro