Em defesa do sistema nacional de pós-graduação, pesquisadores fazem abraço simbólico da Capes

Na manhã desta 5a. feira (27/07), um grupo formado por cerca de 300 pesquisadores de todas as partes do Brasil realizou uma abraço simbólico no edíficio sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em Brasília ( ver imagens abaixo).


Esta manifestação é especialmente significativa porque ocorreu num momento em que boa parte dos comitês assessores da Capes realizam o processo de avaliação do sistema nacional de pós-graduação, os quais estão diretamente ameaçados pelos contínuos e profundos cortes que estão sendo realizados  no orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.


O fato é que  somente entre 2015 e 2017, a Capes perdeu em torno de R$ 3 bilhões no seu orçamento e estão previstos apenas para 2018 cerca de R$ 4,2 bilhões, o que significa um encolhimento de R$ 2,8 bilhões em relação a 2015.

Com isso tudo, o que está em jogo é o futuro dos programas de mestrado e doutorado formados a duras penas em todo o território nacional e, por extensão, a capacidade do Brasil de ser um centro importante de geração de conhecimento científico em nível mundial.
Por isso, o ato desta manhã é tão relevante já que os seus participantes estão entre os mais respeitados pesquisadores brasileiros em todas as áreas de conhecimento.

Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro