A UENF ESTÁ EM GREVE? A CULPA É DO CABRAL!

Em um dia em que o campus Leonel Brizola deveria estar fervilhando com o reinício das aulas, o que se viu hoje foi o mais completo silêncio. O problema é que forçados pelo descaso e a indiferença do governo do Rio de Janeiro, professores e servidores resolveram cruzar os braços até que o governo Sérgio Cabral aceite iniciar uma discussão séria sobre os graves problemas salariais e de custeio que afligem a UENF neste momento.

Como no caso da UERJ, a palavra de ordem na UENF é: NEGOCIA, CABRAL!





Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro