sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Professores da UENF mantêm greve que começou em agosto


Os docentes decidiram manter a greve na assembleia desta quinta (11).
Eles reivindicam a negociação do pagamento de dedicação exclusiva.



Professores da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) decidiram, em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (11/10), manter a greve iniciada em agosto. Nova assembleia será realizada depois da reunião da próxima quarta-feira (17/10), com o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Luiz Edmundo Costa.

A notícia sobre o encontro com o secretário foi dada pelo presidente da Associação dos Docentes (Aduenf), Raul Ernesto Lopez Palacio, que resumiu o entendimento que prevaleceu na assembleia.

"A categoria entendeu que é necessário um documento do governo manifestando suas reais intenções em relação à negociação do pagamento da dedicação exclusiva dos professores", disse.

A expectativa da Reitoria, segundo o chefe de Gabinete Manuel Vazquez Vidal Junior, é que a negociação avance e que o retorno à normalidade aconteça o mais brevemente possível.

A greve dos professores da UENF começou no dia 10 de agosto, assim que foi concluído do primeiro semestre.