sexta-feira, 26 de novembro de 2010

O movimento dos estudantes na UENF faz parte da luta coletiva para salvar a instituição

A diretoria da ADUENF tem total concordância com as preocupações dos estudantes em termos da qualidade do ensino que está sendo oferecido na UENF. E para isto estará acompanhando de perto os possíveis problemas que sejam causados pela decisão de dar mais 10 dias para o governo Cabral apresentar uma solução para a grave crise que abala a instituição neste momento.
E esta crise não é apenas salarial, mas principalmente orçamentária na medida em que as atividades fim da instituição (i.e., ensino, pesquisa e extensão) estão recebendo um orçamento cada vez menor, o que certamente impacta qualidade da formação que está sendo oferecida ao seu corpo discente.
Finalmente, cabe ao secretário de Ciência e Tecnologia, Alexandre Cardoso, persuadir o governador Cabral não apenas a recompor os salários sendo praticados na UENF, mas também aprovar o orçamento proposto pelo Conselho Universitário para 2011. Sem essas soluções, a crise certamente se agravará no próximo ano.