quinta-feira, 8 de agosto de 2013

ANDES, sindicato nacional dos docentes, lança moção de repúdio contra reitoria da UENF e SEPLAG

A secretaria regional do Rio de Janeiro do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN), do qual a ADUENF é uma seção sindical, emitiu hoje uma moção de repúdio às ações da reitoria para flexibilizar dos docentes da UENF. 

A moção aponta que essa ação da reitoria da UENF atinge "letalmente o projeto de uma universidade de qualidade e socialmente referenciada, em particular a Universidade pensada e criada no Norte Fluminense."

A secretaria regional do ANDES-SN afirma ainda que "quando a reitoria compra a ideia da SEPLAG de flexibilização da DE, além de desrespeitar a cláusula pétrea da autonomia universitária, se curva ao projeto do governo estadual de desresponsabilização dos serviços público e sua consequente privatização."

A nota lembra ainda que "os docentes da UENF, assim como de todas outras Universidades estaduais, já contabilizam uma perda salarial média de 86,76%, que juntamente com o contínuo processo de precarização das condições de trabalho, alavanca o desmantelamento da universidade pública.

Finalmente, a secretaria regional do ANDES-SN conclui apontando que cerras fileiras com os docentes da UENF e seu corpo social na defesa permanente da universidade e da educação pública estatal.

A moção de repúdio do ANDES-SN foi enviada para as associações de docentes da UENF, UERJ e UEZO, e também para a reitoria da UENF e para a secretaria estadual de Planejamento e Gestão (SEPLAG).