Comte visitará Uenf para buscar solução para greve de professores e funcionários

Preocupado com a greve de professores e técnicos da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), que vem prejudicando mais de 4 mil alunos, o presidente da Comissão de Educação da Alerj, deputado Comte Bittencourt (PPS), irá à universidade na próxima semana para ajudar a encontrar uma solução para a paralisação.

Comte quer intermediar também um encontro entre o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Luiz Edmundo Horta, e representantes da Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Aduenf), para negociar algumas reivindicações, entre as quais salariais, e terminar com o movimento de greve.

“A paralisação já dura uma semana. Para os alunos, os transtornos são sempre incalculáveis. É preciso que o impasse entre governo e funcionários seja resolvido o mais rápido possível e não haja mais prejuízos para os estudantes”, disse Comte.

Alguns alunos estão apreensivos com a possibilidade da perda do período letivo. Segundo a Aduenf, nos três últimos anos, 60 professores pediram demissão da universidade, por conta dos salários menores do que os das universidades federais. Ainda segundo a associação, enquanto o salário base inicial dos professores com dedicação exclusiva da Uenf é de R$5.500, nas universidades federais chega a R$ 7.335.

Em matéria publicada no site da Aduenf, o presidente da instituição, Marcos Pedlowski, lembrou a recente conquista da Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Estaduais, também instituída por Comte na Alerj. No final do ano passado, a Frente disponibilizou R$12 milhões para a Uenf para reposição salarial de 15% dos servidores, mas o dinheiro, no entanto, não foi liberado pelo governo do estado.

Fonte: http://www2.comte.com.br/2010/08/19/comte-visitara-uenf-para-buscar-solucao-para-greve-de-professores-e-funcionarios/

Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro