domingo, 18 de maio de 2014

O Diário: Sem acordo, greve da Uenf não tem data para acabar

Phillipe Moacyr
Assembleia manteve a greve na Uenf

Diante do não cumprimento de promessas, mais uma vez, por parte do governo do Estado, professores da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) retomaram ontem a greve que havia sido suspensa na última terça-feira. A decisão foi tomada ontem durante assembleia convocada pela Associação dos Docentes da Uenf (Aduenf). A greve foi deflagrada dia 12 de março.

O presidente da Aduenf, Luís Passoni, informou que terminou ontem o prazo dado pelo secretário de Ciência e Tecnologia, Gustavo Reis para o envio das propostas da categoria à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). "Na última segunda, o secretário nos garantiu que o projeto estava pronto. Ele prometeu encaminhá-lo à Alerj ainda nesta semana, condicionando o envio à suspensão da greve. Suspendemos temporariamente na terça e esperamos até hoje. Mas, para variar, a promessa não se cumpriu. Estamos nesta negociação desde 2010 e não tivemos um avanço sequer", contou Passoni.

União - O Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe/RJ) convocou uma manifestação unificada dos profissionais das redes estadual e municipal, no final da tarde de ontem, na praça São Salvador, mas a adesão foi pequena. Segundo a diretora do Sepe-Campos, Norma Dias, "A categoria está amedrontada. Eles são fadados ao terrorismo, ao corte de ponto, e ficam reféns".

FONTE: http://www.odiariodecampos.com.br/sem-acordo,-greve-da-uenf-nao-tem-data-para-acabar-11664.html