Assembléia da ADUENF aprova suspensão temporária da greve

Em uma assembléia lotada, os professores aprovaram a suspensão da greve iniciada em 16 de Agosto de 2010, numa demonstração de boa vontade com o governo Cabral.
A assembléia considerou a nota conjunta assinada pelos secretários Sérgio Ruy Barbosa (SEPLAG) e Luiz Edmundo Horta (SECT) como sendo uma manifestação suficiente para a suspensão do movimento de greve que paralisou todas as aulas de gradução e pós-graduação na UENF.
Os presentes na assembléia aprovaram ainda a data de 20 de Outubro para a realização de uma nova assembléia que avaliará se será necessário voltar ou não à greve. Para tanto, a proposta aprovada manterá na prática os professores da UENF em estado de greve, podendo voltar à greve após aquela data caso não haja nenhuma evolução no processo de negociação acordado com os secretários da SECT e da SEPLAG.
Agora a palavra está com o governo Cabral, e o que os professores esperam é que medidas objetivas sejam efetivamente adotadas para resolver a grave crise salarial que vem causando um processo sem precedentes de evasão de professores e servidores técnico-administrativos hoje já compromete o funcionamento de áreas essenciais dentro da UENF.

Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro