quarta-feira, 2 de março de 2011

ASSEMBLÉIA DECIDIR MANTER GREVE ATÉ VOTAÇÃO E PROMULGAÇÃO DA MENSAGEM DO GOVERNO CABRAL


Reunidos numa assembléia que acabou lotando o Auditório 1 do Prédio P-5, os professores da UENF avaliaram de forma demorada o momento da greve iniciada em 04 de Dezembro de 2010. Após um debate de mais de 2 horas, por maioria expressiva foi decidida a manutenção da greve até que a ALERJ vote as emendas propostas à mensagem do governo do estado e que haja a promulgação da lei que for aprovada por parte do governador Sérgio Cabral.

Os professores aprovaram ainda a continuidade da campanha de envio de mensagens eletrônicas aos deputados que compõem a ALERJ de forma a solicitar apoio às emendas apresentadas para melhorar a proposta original do governo do estado. Os professores decidiram que também deverão enviar uma comitiva para presenciar o processo de votação da mensagem do governo. 

Para agilizar o processo de votação, o Comando de Greve deverá entrar imediatamente em contato com o deputado Paulo Melo (PMDB), presidente da ALERJ, para agendar uma audiência com a ADUENF, o SINTUPERJ e o DCE-UENF para negociar melhorias na mensagem enviada pelo governo do estado.