quinta-feira, 3 de abril de 2014

Professores da UERJ decidem paralisação para unificar com UENF e UEZO

Campanha salarial da UERJ: assembleia docente aprova paralisação a partir das 12h da quarta-feira, 9/4

Campanha salarial: assembleia docente aprova paralisação a partir das 12h da quarta-feira, 9/4

A decisão, unânime, inclui a realização de uma manifestação conjunta com os trabalhadores da Uenf (Universidade Estadual do Norte Fluminense), que se encontram em greve e da Uezo (Centro Universitário Estadual da Zona Oeste) neste mesmo dia a partir das 14h, na Seplag. A manifestação deverá seguir em caminhada até a Alerj e ocupar a audiência, reivindicando a recomposição salarial das instituições de ensino superior do Estado. 
Veja outras deliberações da assembleia docente realizada nesta quinta-feira, 3/4, no auditório 11:
- Criar material especialmente direcionado aos professores aposentados
- Panfletagem ao fim da manhã e da tarde na segunda, 7/4, e na terça-feira, 8/5
- Fixação de faixas na área externa da Uerj, divulgando os 12 anos sem recomposições das perdas inflacionárias e a decorrente defasagem salarial, que já se encontra em 83,3%
- Panfletagem em dias de grandes jogos no maracanã
- Ação jurídica cobrando o cumprimento do dispositivo constitucional que garante reajuste anual para o servidor público



A decisão, unânime, inclui a realização de uma manifestação conjunta com os trabalhadores da Uenf (Universidade Estadual do Norte Fluminense), que se encontram em greve e da Uezo (Centro Universitário Estadual da Zona Oeste) neste mesmo dia a partir das 14h, na Seplag. A manifestação deverá seguir em caminhada até a Alerj e ocupar a audiência, reivindicando a recomposição salarial das instituições de ensino superior do Estado. 
Veja outras deliberações da assembleia docente realizada nesta quinta-feira, 3/4, no auditório 11:
- Criar material especialmente direcionado aos professores aposentados
- Panfletagem ao fim da manhã e da tarde na segunda, 7/4, e na terça-feira, 8/5
- Fixação de faixas na área externa da Uerj, divulgando os 12 anos sem recomposições das perdas inflacionárias e a decorrente defasagem salarial, que já se encontra em 83,3%
- Panfletagem em dias de grandes jogos no maracanã
- Ação jurídica cobrando o cumprimento do dispositivo constitucional que garante reajuste anual para o servidor público.