quarta-feira, 2 de abril de 2014

Professores do campus de Macaé aderem e fortalecem movimento de greve na UENF

Uma reunião realizada pelo Comando de Greve no campus que a UENF possui no município de Macaé nesta 4a. feira (02/04) serviu como um excelente termômetro da disposição de luta dos professores em defesa de seus direitos. É que a decisão de entrar também em greve foi tomada no dia 13/03, uma dia após a assembléia histórica que decidiu o início do movimento no campus de Campos dos Goytacazes.

Além de contar com a presença da maioria dos professores lotados nos dois laboratórios que funcionam no campus de Macaé, a reunião do Comando de Greve contou com a presença do Prof. Carlos Alberto Dias, idealizador do Laboratório de Engenharia e Exploração de Petróleo (LENEP) e que se manifestou em defesa da correção e justeza do atual movimento. Segundo, o Prof. Dias, o governo Cabral exagerou no desrespeito à UENF e aos seus professores

Outros professores presentes na reunião também se manifestaram no sentido de expressar total apoio ao movimento de greve, e mostrando total acordo com a pauta do movimento.  

Uma decisão tomada em comum acordo é que a partir de hoje haverá uma ampliação da coordenação do movimento de greve nos campi de Campos e de Macaé, o que representa um efetivo fortalecimento da luta em defesa de melhores salários e condições dignas de trabalho.

Abaixo uma imagem do campus Macaé, com os professores usando o já conhecido vestuário laranja que simboliza o  seu compromisso com a luta por melhores salários.