quinta-feira, 10 de abril de 2014

Manifestação unificada UENF, UERJ e UEZO aumenta a pressão sobre o governo do Rio de Janeiro

O dia de ontem (09/04) marcou uma elevação na pressão que já estava sendo exercida pela greve geral que paralisa neste momento a Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF). Uma manifestação que reuniu professores, estudantes e servidores das três universidades estaduais do Rio de Janeiro (UENF, UERJ e UEZO) acabou dentro do plenário da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro.

Essa mobilização representa a retomada de esforços anteriores para unificar a luta das três universidades e representa um apoio fundamental para a greve da UENF. A verdade é que o projeto de desmanche implementado pelo governo de Sérgio Cabral precisa deste tipo de resposta unificada e é para isto que os sindicatos que representam as comunidades das três universidades trabalham neste momento.

Avançar a unidade das comunidades universitárias é a principal ferramenta para pressionar o atual governador Luiz Fernando Pezão para mudar a forma com que o ensino público superior do Rio de Janeiro tem sido tratado nos últimos sete anos.