Manifestação unificada UENF, UERJ e UEZO aumenta a pressão sobre o governo do Rio de Janeiro

O dia de ontem (09/04) marcou uma elevação na pressão que já estava sendo exercida pela greve geral que paralisa neste momento a Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF). Uma manifestação que reuniu professores, estudantes e servidores das três universidades estaduais do Rio de Janeiro (UENF, UERJ e UEZO) acabou dentro do plenário da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro.

Essa mobilização representa a retomada de esforços anteriores para unificar a luta das três universidades e representa um apoio fundamental para a greve da UENF. A verdade é que o projeto de desmanche implementado pelo governo de Sérgio Cabral precisa deste tipo de resposta unificada e é para isto que os sindicatos que representam as comunidades das três universidades trabalham neste momento.

Avançar a unidade das comunidades universitárias é a principal ferramenta para pressionar o atual governador Luiz Fernando Pezão para mudar a forma com que o ensino público superior do Rio de Janeiro tem sido tratado nos últimos sete anos.






Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro