REITORIA DA UENF E GOVERNO COBRAM NEGOCIAM ACORDO, MAS ESQUECERAM DE PERGUNTAR A OPINIÃO DOS SINDICATOS

A matéria publicada no dia de hoje pelo jornal Folha da Manhã explicita a existência de um suposto acordo entre a Secretaria de Ciência e Tecnologia e a reitoria da UENF no sentido de conceder 22% para os professores, de forma a retomar a isonomia quebrada pelo governo Cabral em Junho de 2010. Essa solução é inaceitável, visto que as perdas salariais já atingem quase 100%. E, pior, essa tentativa de acordo ocorre com a tentativa do governo Cabral e da reitoria da UENF de isolarem a ADUENF e o SINTUPERJ das negociações. Esta postura anti-democrática somada à reposição para lá de insuficiente das perdas salariais são um prenúncio de que a mobilização não pode e nem vai parar!


Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro