ASSEMBLÉIA DEFINE OS PRÓXIMOS PASSOS DA LUTA SALARIAL DOS PROFESSORES DA UENF

A assembléia da ADUENF tomou uma série de decisões que devem orientar a campanha salarial dos professores da UENF a partir de agora.

Entre outras coisas, a assembléia decidiu a paralisação das atividades docentes nesta 4a. feira (13/06) a partir das 12:00 horas para viabilizar a participação da comunidade universitária da UENF na Marcha pela Educação conforme mostra cartaz abaixo.


A assembléia também decidiu pelo envio de uma comissão de representantes ao ato público que será realizado na cidade do Rio de Janeiro no dia 14/06 (5a. feira) como parte das ações do Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (MUSPE) contra a tentativa do governo Sérgio Cabral de extinguir a gratificação por tempo de serviço que foi consagrada pela Constituição Estadual de 1989.

Uma terceira decisão foi a marcação de uma nova assembléia para o dia 18/06 (próxima 2a. feira) para avaliar a possível marcação de um indicativo de greve dos professores da UENF com base na defesa dos seguintes itens:

- Defesa do Triênio.
- Imediato Pagamento do Regime de Dedicação Exclusiva
- Reposição das Perdas Salariais estimadas num valor médio de 73,3%


A disposição mostrada nesta assembléia foi de fortalecer unificação da luta dos professores das três universidades estaduais fluminenses e apoiar o movimento em greve em curso na maioria das universidades e institutos federais de ensino.


Postagens mais visitadas deste blog

Professores da UENF decretam greve por tempo indeterminado

Presidente da Assembleia de Deus Central de Campos dos Goytacazes faz apelo em defesa da UENF

Servidores, aposentados e pensionistas sem salários realizam protesto no Fórum do Rio de Janeiro