Servidores da Faetec em greve de 24h por salários

Cansados de promessas e esperas, servidores da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) resolveram pela paralisação de 24 horas hoje. Eles participam também hoje de uma Audiência Pública da Comissão de Educação da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), marcada para 10h, com a presença do presidente da Faetec, Celso Pansera. A categoria continua reivindicando por reajuste salarial e realização de concursos públicos. Mais de seis mil alunos da rede no estado ficarão sem aulas.

Segundo a coordenadora da Associação de Profissionais de Educação da Faetec (Apefaetec), Fabiana Gomes Salles, a alegação do Governo do Estado desta vez é que não pode conceder reajuste aos funcionários ativos por causa dos royalties, pois, caso sejam redistribuídos para mais de cinco mil municípios do país, todo o Estado do Rio de Janeiro decretaria falência.

“O secretário estadual de Planejamento e Gestão, Sérgio Ruy Barbosa, já foi para a imprensa e disse que os royalties já são utilizados para pagamentos de aposentados e nós não aceitamos essa desculpa porque temos direito a reposição salarial anualmente, e eles estão se baseando em uma coisa que não aconteceu e dando uma desculpa para não conceder o reajuste salarial para os servidores”, desabafou Fabiana, informando que o governo estadual deu 12% de reajuste salarial em 2007 e 2008, “mas nossas perdas são muito maiores do que isso. Queremos 48% de reposição de perdas salariais”.

Reivindicação por concurso público e decepção com a presidência

A categoria também está pleiteando a realização de concursos públicos para os Ensinos Fundamental, Médio e Superior, não realizados desde 2002. “Em breve, o quadro de profissionais contratados será maior ao de concursados”, informou. Outro benefício, que, de acordo com Fabiana, deixou de ser pago desde 2002 e a categoria estará novamente reivindicando, é o vale transporte. “O presidente da Faetec, Celso Pansera, chegou a dizer, há dois meses, que o vale foi liberado, mas para nossa surpresa, os alunos do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) e do Centro de Educação Tecnológica e Profissionalizante (Cetep) foram os beneficiados”, comentou.

Postagens mais visitadas deste blog

Diretoria da ADUENF envia carta a Sérgio Cabral defendendo a manutenção do modelo de Darcy Ribeiro

Diretoria da ADUENF lança comunicado sobre ações tomadas para defender direitos ameaçados pelo governo Pezão

ADUENF envia carta ao reitor da UENF solicitando respeito ao direito dos estudantes